MENU

Empresas de mobiliário e escritórios de arquitetura apostam em inovação e novos modelos de projetos corporativos

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Hub, empresa de inovação da Móveis Riccó, e Estudio Guto Requena revisitaram estratégias e preveem um novo momento para os escritórios e a forma como nos relacionamos com o trabalho

A pandemia da Covid-19 impulsionou uma verdadeira revolução nos espaços corporativos como conhecemos. Apostando em inovação, empresas de mobiliário para escritório e arquitetos focados em projetos corporativos revisitaram suas estratégias e apostam em soluções inovadoras pensadas para as mudanças de médio e longo prazo. É o caso da Hub, empresa de inovação da Móveis Riccó focada em locação de móveis corporativos por assinatura, que desenvolveu o conceito chamado de Safe Design – consiste em adequar estações de trabalho diante de medidas de distanciamento, registrando uma redução média de 25% a 75% das posições. E também do Estudio Guto Requena, comandado pelo arquiteto e designer que já desenhou cerca de 50.000m² de projetos corporativos nos últimos anos e lidera uma pesquisa para mapear e investigar as tendências para o escritório do futuro antes mesmo da pandemia começar.

Nesse cenário, a Hub, que já criou soluções com esse conceito para 32 grandes e médias empresas, provendo soluções que permitem adequar o layout corporativo, com iniciativas de reestruturação contemplando distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas, implantação de divisores frontais e laterais de vidro e proteção nos corredores para diminuir o contato dos colaboradores com o fluxo das áreas de passagem. Além disso, a empresa pensa em comodidades para o home office, uma modalidade empresarial que veio para ficar. Desde o início da quarentena, a empresa enviou cerca de 1.300 cadeiras para a casa dos colaboradores de seus clientes e criou peças adaptadas e soluções elétricas adequadas à dinâmica residencial. A estimativa é fornecer mais 3.000 cadeiras ainda esse ano, além de lançamentos de novos produtos voltados para empresas que estão fornecendo ergonomia às equipes em home office.

Projeto da empresa PRAVALER assinado pelo Estudio Guto Requena
Projeto da empresa PRAVALER assinado pelo Estudio Guto Requena

No entanto, as mudanças vão além do espaço físico e significam uma transformação na forma como nos relacionamos com o trabalho. Para as próximas décadas, a aposta do Estudio Guto Requena é um testemunho de um espaço de trabalho que valoriza a experiência humana. “Os escritórios deverão ser inteligentes e saudáveis, cada vez mais os funcionários serão exigentes em relação à própria saúde e bem-estar”, comenta. Assinando vários projetos corporativos recentes alinhados com as premissas do futuro dos espaços corporativos, o EGR acredita na potência da tecnologia como aliada para criar espaços flexíveis, dinâmicos e funcionais.

Pesquisas apontam que 58% dos ambientes de trabalho do mundo não têm vegetação e segundo o EGR, esta será uma mudança expressiva nos próximos anos. Os benefícios de incluir vegetação nos projetos são endossados por diferentes análises científicas. Os ganhos são psicológicos, biológicos e também afetam diretamente a capacidade criativa. Segundo a reportagem The Global Impact of Biophilic Design in the Workplace, publicada em 2015 pelo professor de Psicologia Organizacional (Organizational Psychologist) Cary Cooper, pessoas que trabalham em espaços com vegetação natural são 15% mais criativas. Além disso, com um número suficiente de plantas é possível reduzir em 60% o número de colônia de bactérias, além de reduzir em 24% as dores de cabeça de quem trabalha no espaço.

Atento a essas novas perspectivas sobre o jeito de criar ambientes corporativos, o Estudio Guto Requena lançou recentemente sua primeira coleção de móveis para escritório. A Linha Bafafá é um desdobramento desse aprofundamento no segmento, que teve como eixo central repensar o ambiente de trabalho e torná-lo mais humano, afetivo e eficaz. A coleção reúne quatro itens, incluindo uma alcova, um sofá, um otomano e uma poltrona, com encostos reforçados que podem servir como assento, além de braços largos para apoiar computadores e outras ferramentas de trabalho, possibilitando a realização de encontros e reuniões de forma espontânea, descontraída e flexível. As peças têm uma cartela de cores diversificada e customizável.

Sobre a HUB

A HUB é uma spin-off da Riccó de mobiliário corporativo, fundada em 2017 pelo empresário Fábio Riccó, que tem como modelo de negócios a locação de móveis novos e planos elaborados de acordo com as necessidades de cada cliente. A empresa desenvolve o projeto para o espaço, realiza a montagem e instalação dos móveis, faz a manutenção durante o período contratado, remanejamento, sale & leaseback, além do descarte sustentável, caso o locatário queira se desfazer do mobiliário. A companhia tem como foco o segmento B2B asset light e conta com 17.500 posições de trabalho locadas.

Sobre o EGR

O Estudio Guto Requena reflete sobre memória, cultura e poéticas narrativas nas diferentes escalas do design, como objetos, espaços e cidades. O Estudio se divide em quatro núcleos de projeto: Núcleo de Arquitetura, onde criam interiores, cenografias e edifícios. Núcleo de Produto, em que desenham objetos e mobiliário. Núcleo de Comunicação e Mídias, desenvolvendo programas para TV e web, consultorias, livros, palestras e eventos. E, finalmente, o Núcleo Juntxs – Laboratório para Estudos de Empatia, Design e Tecnologia, em que concebem instalações imersivas e experiências interativas. O que conecta todos os projetos do Estudio Guto Requena é seu desejo em investigar design e tecnologias digitais de modo emocional, para estimular a empatia e o coletivo. Sua grande paixão está em hibridar o analógico ao virtual.

Publicidade

Mais Publicações como esta

Brief Semanal 20.09.2021

Por Massimiliano Cervo Sem dúvida, a primeira parte de cada mês é a que fornece os dados mais importantes, que afinal é

Brief Semanal 13.09.2021

Por Massimiliano Cervo Uma semana que prometeu muito mais em termos de movimentos nos principais ativos está chegando ao fim, embora no

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.