O poder da transformação pela cultura corporativa

Compartilhe nas Mídias Sociais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Por Carol Dostal

A cultura corporativa – também conhecida como cultura organizacional – é um conjunto de valores e comportamentos que norteiam determinada instituição. Dentro deste conceito estão símbolos, práticas, valores éticos e morais, além de princípios e políticas internas e externas, entre outros aspectos, que contribuem para a formação do ambiente social e psicológico de uma organização.

Apesar desse conceito não ser relativamente novo – foi criado em 1982 por Edgard Schein, um cientista PhD em Harvard e professor do MIT – poucas companhias conseguiram expressar sua filosofia de forma tão clara nos últimos 40 anos, quanto o Banco Real ABN Amro Bank. E talvez o melhor exemplo desse sucesso seja Fábio Colleti Barbosa, ex-CEO da instituição.

Todos os executivos que já conversei e que passaram pelo ABN Amro Real, tem um enorme apreço pela figura dele. Para se ter uma ideia do legado deixado pelo ex-CEO, passados nove anos de sua saída da companhia, os colaboradores ainda se recordam dos valores deixados por ele.

É difícil dizer exatamente o que mais impactou seus comandados: se o discurso que pregava valores sociais ou se a insistente defesa do meio ambiente em meio aos negócios. O fato é que ele incutiu na cultura corporativa esses valores, tornando a marca uma referência internacional em sustentabilidade e inspirando toda uma geração de executivos.

O nível de conscientização desses funcionários em relação ao meio ambiente, de como tratar as pessoas e fazer negócios sustentáveis, é mesmo diferenciado. Outra coisa que me chama atenção é que nunca vi ex-funcionários falando tão bem de uma instituição financeira. E olha que eu já falei com mais de mil executivos ao longo da minha carreira!

Não sei dizer se existe uma fórmula mágica para ele ter chegado a este nível, mas muitos me contaram que ele conversava muito. Chamava todo mundo em sua sala para saber o que estava acontecendo no Banco, do faxineiro ao vice-presidente. Mais do que simplesmente entender as dificuldades do dia a dia, acredito que ele tinha um propósito verdadeiro e os colaboradores sentiam que isso era sincero.

Algumas das frases mais comuns ditas por ele se tornaram famosas e ajudam a explicar essa admiração:

“O jogo é duro, mas é na bola, não é na canela”

“Nós queremos é dar certo, fazendo o certo, do jeito certo”

“Se cada um mudar a rua ao lado, nós mudaremos o mundo”

“Nosso modelo é o ganha, ganha, ganha: ganha o banco, ganha o cliente, ganha a sociedade”

Ao analisar a trajetória do Fábio Barbosa, Valéria Fernandes, vice-presidente de Conselho da Reachr Soluções Inovadoras em RH, destacou a importância de ‘ser exemplo’. “É muito importante para um líder colocar em prática aquilo que ele fala. Sem dúvida, esse é um dos maiores conflitos da liderança, porque muitas vezes falar e querer que as coisas sejam de um jeito é uma coisa. Agora, agir exatamente dessa forma, é completamente diferente”.

Para ela, o fato de já existir uma maneira de fazer as coisas dentro de uma companhia, as vezes dificulta muito a implantação de uma nova cultura corporativa. “É necessário ter muita disciplina, foco, e querer realmente trazer novos comportamentos para a organização. Só através dos exemplos da liderança é que essa nova cultura desejada, esse novo jeito de atuar, que é algo muito mais inclusivo, que é o que o Fábio trazia na época do ABN, torna isso possível”.

O fato é que o tempo foi passando e nos últimos dez anos quase ninguém surgiu no horizonte para continuar esse importante trabalho de responsabilidade empresarial. Talvez a maior expoente seja Luiza Helena Trajano, que a frente do Magazine Luiza tem feito um trabalho realmente diferenciado, como a importante promoção do empreendedorismo através de suas lojas virtuais.

Ela já é reconhecida por seu perfil empreendedor, por representar o empoderamento feminino e, mais recentemente, por também ajudar no combate a violência doméstica… só o tempo vai dizer se ela também conseguirá se tornar um ícone da cultura corporativa no Brasil, com o poder de transformar pessoas e organizações. Eu penso que sim!

Carolina Dostal

Carolina Dostal

Administradora de Empresas, especializada em Marketing de Serviços, é empreendedora e fundadora da empresa Carolina Dostal Assessoria LinkedIn especializada em elaboração e remodelagem de perfil LinkedIn para profissionais de diversos setores ajudando-os a se destacar na maior rede profissional do mundo. Professora da ESPM. Através de suas palestras e workshops orienta a utilização para o uso consciente das redes sociais trabalhando assim o orgulho de pertencer a empresa e também a marca Empregadora. (Employer Branding e Employee Advocacy).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.