O ano só começa depois do Carnaval? 2021 será assim?

Compartilhe nas Mídias Sociais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Listen to this article
Listen to
this article
Text to speech by Listencat
Text to speech
by Listencat

No Brasil, desde que nascemos aprendemos algumas coisas pelo dito popular, e uma que sempre vi ocorrer, é que: “o ano só começa depois do Carnaval”.

Goste ou não, aproveite ou não, todo nosso início “para valer” de planejamento de ano, depende desta data, querendo ou não.

É sempre uma longa pausa entre o meio de Dezembro até o final das comemorações desta data festiva.

Muitos saem de férias, colegas de escritório que se revezam nas pausas e que só se veem meses depois, prospeccção de novos clientes é muito difícil, as escolas que só regressam para valer depois do Carnaval e, efetivamente, a maioria das empresas só começam a tracionar depois deste feriado, quando a maioria dos times aí sim está completo.

Eu sempre vejo a primeira segunda-feira, pós-Carnaval, como o dia de pior trânsito do ano! Particularmente, está é minha opinião.

Eis que chegamos a 2021 e não temos oficialmente esta tradicional festa, mas, mais que isso, o sentimento que o ano não começa. Ou se já começou… Ou se começará… Um desafio a todos nós, certamente. Parece que 2020 ainda está presente.

Teremos que nos mover, entender que o ano começou e que este ano será diferente, assim como foi 2020 para muitas coisas.

As já tradicionais vinhetas nas TVs e os samba-enredo que estamos acostumados a ver repetidamente na imprensa, logo após o 1 de Janeiro, estão mudas.

A razão para o “cancelamento” das festas é legítima e precisamos realmente desta medida para evitar que o covid se empalhe mais, uma vez que já vemos uma luz forte ao final do túnel com a vacinação para o final deste período que foi tão difícil.

E quais impactos podemos pensar? Descreverei em 4 áreas:

  1. Turismo – certamente será um baque. Cidades e estabelecimentos que vivem e que conseguem um bom faturamento anualmente por conta do Carnaval, terão que repensar em suas contas para o restante do ano. Mas nem tudo está perdido, pois hotéis e resorts com o foco nas famílias e não nas festas, devem ter uma alta taxa de ocupação.
  • Escritórios – está é a pergunta que todos fazem, mas ninguém consegue responder. Minha opinião é que seja avaliada o momento da empresa e o ambiente de trabalho. Trabalhar com pessoas no escritório, vendo outras em casa aproveitando a pausa, pode ser contraproducente. Uma análise do executivo/ empresário nesta hora é importante. O animo pode ser maior na volta.
  • Patrocinadoras do carnaval – temos algumas tradicionais patrocinadoras destas festas (como camarotes no Rio de Janeiro e em Salvador), que provavelmente economizarão o patrocínio ou poderão utilizar a verba de outra forma, uma vez que o investimento na marca é algo que gera valor para acionistas e não apenas o caixa. Então, onde será alocado? A TV aberta ou fechada será certamente vista por muita gente no feriado, logo, bom lugar para investir.
  • Mobilidade – me preocupa um pouco. Porque creio que exista a possibilidade de pequenos grupos quererem se reunir (por mais que já tenha sido avisado por prefeituras que não será aceito) e que o número de integrantes vá aumentando, aumentando…. E, se torne uma grande confusão descontrolada. Importante nesta hora o controle das autoridades e o bom senso das pessoas.

O carnaval é a festa da alegria nacional, para quem gosta ou não gosta, sempre é um motivo para festejar ou para descansar. Esta ano fica marcado diferentemente, mas o importante é seguir a vida, começar o ano e não se lastimar. 2021 está aí para fazer história!

Confira mais notícias em: https://negocios.pro.br/

O ano só começa depois do Carnaval 2021 será assim

O ano só começa depois do Carnaval 2021 será assim

Marcelo Reis

Marcelo Reis

Marcelo Reis é especialista em gestão empresarial e comercial e fundador da consultoria MR16 e cofundador da revista digital Negocios.Pro.Br . É graduado em Análise de Sistemas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Possui pós-graduação em Marketing e formação de MBA Executivo e Programa de Desenvolvimento de Conselheiros pelo Fundação Dom Cabral. Linkedin: https://www.linkedin.com/in/marcelonreis/ Instagram: @marceloreis.mr16

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.