Trabalho Temporário gera mais de 300 mil vagas no Brasil em fevereiro, segundo ASSERTTEM

Compartilhe nas Mídias Sociais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Número é 18,77% superior em relação a 2020. Dados da modalidade no País estão sendo incluídos no CAGED desde janeiro de 2020 e contribuíram com o saldo positivo informado

O novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) informou na terça-feira (30) que o Brasil gerou um saldo positivo de 401.639 novos postos de trabalho em fevereiro deste ano, resultado de 1.694.604 admissões contra 1.292.965 desligamentos de empregos.

A nova metodologia de captação do Caged adotada em janeiro deste ano passou a contar, por exemplo, com números do Trabalho Temporário, informados no código 106 do eSocial, o que contribui para o saldo positivo.

De acordo com a Associação Brasileira do Trabalho Temporário (ASSERTTEM), em fevereiro de 2021, foram preenchidas 301.460 vagas temporárias, um aumento de 18,77% com relação ao mesmo mês de 2020.

“Deste total de vagas temporárias geradas em fevereiro, 66.321 foram convertidas em empregos permanentes, o que contribuiu com 16,5% do saldo positivo informado nesta semana pelo novo Caged”, explica o presidente da associação, Marcos de Abreu.

Segundo ele, o Trabalho Temporário vem crescendo com a pandemia, porque equaciona três cenários para as empresas: a incerteza quanto ao tempo que será necessário manter essa contratação; a emergência, porque é uma forma rápida e eficaz de contratar pessoal e assim não perder a oportunidade de atender as demandas do mercado; e a flexibilidade no prazo contratual.

Prova disso, é que em 2020, o Trabalho Temporário cresceu 34,8% em relação ao ano anterior, gerando 2.002.920 vagas frente às 1.485.877 de 2019. “A modalidade tem se mostrado uma excelente oportunidade para os trabalhadores que estão desempregados e que buscam por uma efetivação, pois trata-se de um trabalho formal que lhes garante todos os direitos trabalhistas como 13º, férias e FGTS”, conclui.

Do total de vagas temporárias geradas em fevereiro, 66.321 foram convertidas em empregos permanentes
Redação Negócios Pro Br

Redação Negócios Pro Br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.