MENU

Mesa posta: serviços e produtos integram portfólio de quem empreende no setor

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Oportunidades de atuação para profissionais vão desde a elaboração e execução de mesas para eventos de diferentes portes ou uso doméstico até serviços como consultoria, workshops e palestras.

A pandemia bateu forte em muitos setores da economia, os relacionados à casa, no entanto seguiram na contramão. Com mais tempo em casa, a busca por itens de cama, mesa e banho cresceram exponencialmente. Uma pesquisa realizada pela Ebit/Nielsen, mostrou que o setor de cama, mesa, banho e decoração está cresceu 23,5% apenas no primeiro semestre de 2020. A mudança no consumo reflete o resgate de hábitos dentro do espaço da casa, como o das refeições à mesa.

Os cursos que envolvem o universo da mesa também viram um crescimento de interesse durante o período de isolamento social, como opção para quem desejava se especializar ou iniciar uma nova carreira. Fabi Calvo é Master em Etiqueta e Protocolo, especialista em mesa posta, sommelier de chá e de vinho e ministra cursos online sobre mesa posta. A especialista concedeu uma entrevista para o Negócios Pro Br durante uma live no instagram do portal @negociosprobr. O conteúdo também será disponibilizado na versão podcast no Spotify, na playlist Negócios On Demand.

Confira a seguir as principais perguntas e respostas do bate papo entre a especialista convidada e a editora chefe do Portal Luisa Medeiros.

Negócios Pro Br: Quais são os principais fatores do crescimento do mercado de mesa posta, durante a crise econômica causada pela pandemia?

Fabi Calvo: As pessoas ficaram trancadas em casa por conta de uma orientação sanitária. Com isso, as famílias voltaram a se conectar. A história da mesa posta tem milhares de anos, desde que foi descoberto o fogo, quando começaram a cozinhar o alimento e comer em companhia. Com o avanço da tecnologia e o fastfood, essa prática foi deixada de lado, sendo esquecida. Com a pandemia, houve a reconexão da família em torno da mesa. Por isso houve esse crescimento absurdo do mercado. Tudo referente a casa registrou crescimento nesse período pelo “convívio forçado” causado pelo isolamento social.

Negócios Pro Br: Cite as oportunidades dentro do mercado de mesa posta

Fabi Calvo: São várias. Primeiro, é a parte de consultoria que podemos dar para famílias de como colocar a mesa posta, como fazer essa colocação. Conseguimos, através do conhecimento, que etiqueta não é frescura e coisa de gente rica. Toda a parte de consultoria, palestras, mentoria, workshop a gente pode atuar. Também tem as vendas de produtos, não só fabricando o jogo americano, mas comprando produtos e revendendo. Então, entra toda essa parte de venda de produtos que fazem parte da mesa. Tem a parte de aluguel de peças (pratos, copos, talheres). Hoje, com apartamentos reduzidos, as louças acabam ocupando muito espaço e , com isso, entra a parte de aluguel. Atuação em visual Merchandising especializado em mesa posta nas lojas, trabalhando na exposição dos produtos. Ou como influenciadora, trabalhando diretamente com as marcas. Então existem várias áreas de atuação.

Negócios Pro Br: Conte o início da sua trajetória

Fabi Calvo: Eu vim de uma transição de carreira. Entrei na faculdade de administração de empresas, logo comecei a trabalhar na área financeira e, para resumir, daquela época eu lembro de uma mulher estressada. Em 2008, eu fui um pouco radical e pedi demissão do meu trabalho. Sai do Brasil, morei em países como Venezuela, Estados Unidos e México; tive a minha filha e procurava algo para fazer. No início, achava que a mesa posta era apenas um hobbie, eu nunca imaginei que poderia trabalhar nesse mercado, com decoração. Em Lima, no Peru, foi onde eu recomecei, onde comecei a estudar e fazer disso a minha profissão realizando eventos. Lá, fiquei conhecida pela comunidade brasileira. Após a transferência do meu marido para o Rio de Janeiro, tive que recomeçar, apesar de ser no meu país., eu estava há mais de oito anos fora. Na sequência, fui morar em Bogotá, mas já vivia um momento profissional mais sólido, trabalhando forte também no online.

Negócios Pro Br: Diga os aspectos que diferenciam o amador do profissional de mesa posta

Fabi Calvo: O amador vem mesmo do amante, aquela pessoa que ama algo e faz por amor, sem ser remunerada por aquilo. Então são as meseiras, que iniciaram de fato com esse negócio. Porém, fazem por puro prazer de forma quase que diária. Ela possui o conhecimento, mas um conhecimento restrito. Quando vamos para o lado profissional, falamos de pessoas que também possuem esse amor e que começaram a se capacitar, possuindo conhecimento profundo. A partir daí, começam a remuneração pelo trabalho, fazendo parcerias estratégicas, montando portfólio, dando palestras e cursos, entrando todo esse nível. Basicamente é a intensidade do conhecimento e a remuneração.

Negócios Pro Br:Qual é o ponto de partida para sair do status de amador para o profissional?

Fabi Calvo: Conhecimento.Eu abri uma hashtag #oconhecimentoempodera. Com conhecimento você fica realmente empoderada. O primeiro passo é adquirir o conhecimento para ter segurança. Tudo o que eu falar, vou voltar do ponto de partida do conhecimento. Quem ama mesa posta e quer começar a fazer desse amor uma fonte de renda, a trabalhar, ser uma profissional, adquira conhecimento. É o ponto de partida.

Negócios Pro Br: Quais são os conhecimentos indispensáveis?

Fabi Calvo: Tem que estudar história. Eu falo que se tivéssemos hoje uma faculdade de etiqueta, teríamos a cadeira de filosofia, antropologia, sociologia, ética, moral. Então, a gente precisa entender a etiqueta como um todo, e a mesa posta é apenas um braço. Entra a etiqueta empresarial, a etiqueta social, a infantil. É o conhecimento técnico que vai da história até a arte de receber bem. Entender a questão das cores também é importante. O marketing pessoal também é importante. Não adianta eu possuir todo o conhecimento se eu não consigo passar isso para as pessoas. A primeira impressão é realmente a que fica. Temos que entender que nós somos o nosso melhor produto. Por fim, organização. É necessário ter um plano de negócio, porque sem planejamento não tem como a empresa ir para frente.

Negócios Pro Br: Desafios e oportunidades do mercado de mesa posta?

Fabi Calvo: O mercado de mesa posta está de braços abertos buscando profissionais capacitados. Com a pandemia, mais de um ano e meio trancados, vai ter uma demanda reprimida absurda para eventos. Então, a oportunidade está aí. A própria prática da mesa posta está trazendo essa demanda. A mesa posta está ligada à experiência. E os desafios que eu observo, seria entender e olhar como um negócio. A mesa, por mexer com amor e as memórias afetivas, passa um olhar romântico. Eu sempre falo para tirarem os óculos do romantismo e fazer um plano de negócio, se estruturar, e dedicar horas para traçar estratégias para o futuro, elaborar uma rota do negócio.

Negócios Pro Br: O que é mesa posta?

Fabi Calvo: A mesa posta é simplesmente o ato de você pegar o seu alimento e cumprir o ato de se alimentar, com prato, talher, copo e ir à mesa. A mesa posta é um veículo para cumprir o ato da alimentação. Muita gente faz a mesa posta todo dia e não tem essa ideia, pois acha que é algo muito elaborado.

Publicidade

Mais Publicações como esta

Brief Semanal 20.09.2021

Por Massimiliano Cervo Sem dúvida, a primeira parte de cada mês é a que fornece os dados mais importantes, que afinal é

Brief Semanal 13.09.2021

Por Massimiliano Cervo Uma semana que prometeu muito mais em termos de movimentos nos principais ativos está chegando ao fim, embora no

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.